Cheguei lá no centro procurei trampo em todo lugar só queria um lugar de sossego, sabe como é?

De onde vim, de onde você veio, Bahia, Zona Norte, perto do centro também tinha violência e presídio, mas não como aqui lá esses baseadinho que menino fuma na Rua lá é tiro a cento e cadeia cada bairro tem uma. Cocaína, pasta-base, tablet de maconha, vem tudo lá pelo Rio São Francisco sabe como é? Não, heroína não tinha muito porque é, você sabe, vem de outro lugar. Essa é uma questão geográfica que desemboca numa outra questão social, econômica, científica, poética, sabe como é? Coisa de visão mesmo. Não sabíamos se era estrabismo ou um olho de vidro, mas a cada e você o que faria nessa situação, parcero? começávamos a responder juntos ao mesmo tempo a família toda contemplando o embaraço.

E aí uns meses antes disso tudo começar eu tinha acabado de conhecer Catarina que sabe como é tranquila, tem uns Bomdia é o caralho que ela cospe quando acorda arretada, mas é um doce. Só quando brigamos ela… Ela começa a amolar um facão eu digo não se amole cabra, sabe como é? Eu bebo, ela bebe junto e assim é bom. Qualquer dia a gente vai atravessar esse litoral todo de carro, latinha, parando pra dar uma olhada no mar, às vezes um mar sujo, mas já descansa a vista. Quero ver minha mãezinha antes que ela se vá, tadinha. Só quero minha geladinha no isopor e meu churrasquinho porque eu gosto de uma carninha, venho e trago bolo no aniversário da amiga, não me apego, já fui casado três vezes, na última, não fiz questão de ficar com nada, deixei casa, móveis, cachorro, violão, não recortei fotos e tudo, só trouxe um cacaueiro que eu tinha plantado faz pra mais de dez anos, deixei lá aquela terra roubada no pomar dela onde nunca mais nasceu nada.